• Raquel Cantarelli

Ladrões de Sonhos



Roubem-nos tudo,

Mas deixem-nos os Sonhos!

Roubem-nos o pensamento onde brotam as ideias,

Toda nossa reserva de matéria bruta

Tirem-nos a luz que nos faz crescer e vingar

Onde das incógnitas construímos nossas grutas

Cheias de mistério, feito feixes de lumens

Maior que a gente mesmo, espectral:

Nossa Matriz Divinal...

Roubem-nos a luz da consciência que nos aquece,

Nossa psicogenética, nosso caldeirão de lutas

Cortem nossas asas cibernéticas, moldadas em

Feixes de moléculas e em vórtices de visualização

Desintegrem todo o cardápio a nossa espera

Cortem as pontes de nossos horizontes

E arranquem a chama de nosso coração

- mas não nos roubem os sonhos...

Roubem-nos o sentimento

Humilde – dentro do encéfalo encubado,

Cortem as cordas de nossas laringes

Deixem-nos tísicos, mínimos, raquíticos

Roubem-nos até mesmo o coração,

Que nos dá nossas dores, fracassos e amores

Roubem-nos toda esperança e nos deixem aflitos

Deixem-nos no escuro, mendigos

Sob o faiscar de poucos e mirrados lumens,

Já que nos são quase tudo...

- mas não nos roubem os sonhos!

Podem nos tornar apáticos,

Zumbis, molambos

Mendigando sentimentos e sentidos

Reduzir-nos ao chão nada nobre

Prender nossas mãos

Amordaçar nossa língua

Mas ainda seremos livres

Se nos deixarem os sonhos.

Pois onde estiver nossa visão

Mesmo zumbis, sonhadores seremos;

E mesmo mortos de fome, viveremos

E de nossos sonhos,

Faremos os nossos sentimentos e emoções

Serem verdades e não mais ilusão.

E tudo será novamente EU POSSO!

Ainda que brumas nos ceguem

Que correntes nos prendam

E sentido nos falte...

E o nosso desejo ardente

Será uma semente

Derramada aos quatro ventos

- Por isso pedimos,

De pensamento, sentimento e

Emoção pedimos:

Roubem-nos tudo...

- Mas não nos roubem os sonhos!

Isso não!


22 visualizações

Raquel Cantarelli

Endereço comercial

Rua Professor Taciel Cyleno, 675 / 102 - Recreio dos Bandeirantes - RJ

Entrega dos produtos estimada em até 10 dias após a compra concluída.

0